O Fim dos Tempos


   Falando da Vida, falando do próprio Mundo, tudo acaba.
   Nossa vida em geral é tão pequena em relação ao mundo, ao espaço, que em geral não nos damos conta que as coisas todas terminam em algum momento, que todas as coisas que existem rumam em algum momento inevitavelmente para um fim.
   
   Conforme o tempo avança para a pessoa humana, ela se depara com a realidade da limitada vida que tem e se depara com a questão do que fazer com esta vida, com seu tempo, etc.
   
   
   Muitas pessoas se preocupam com um Apocalipse, com o Fim do Mundo, com um Fim dos Tempos e muito disto não é justificável. Afinal que diferença faz para o indivíduo se este vai morrer, se o mundo continua ou se o mundo cessa em seu movimento?
   
   Em geral as pessoas morrem e o mundo segue em sua marcha, até que este também passe por seus processos de transformação, de purificação e mesmo de fim.
   
   
   A Humanidade em geral tem uma visão muito errada da Morte, tem um conceito completamente absurdo, por tal motivo, da Vida.
   Existe um esforço infeliz de querer fazer com que as pessoas existam mais além de seu tempo, como se a morte não fosse uma parte básica e necessária da vida.
   Muitos dos problemas que temos no mundo, são o resultado de se adiar a morte de criaturas que deveriam já ter desencarnado.
   
   
   É claro que a vida tem muitos ajustes de contas, e este Fim dos Tempos tem um peso exatamente por conta disto. Claro que isto existe tanto a nível individual, de Humanidade, e mesmo ao Mundo, etc..
   
   Todas as coisas que fazemos tem um peso, tudo aquilo que fazemos gera um certo resultado. Quando o tempo acaba, temos de prestar contas acerca de tudo isto.
   Assim que é importante que façamos a cada momento as escolhas mais adequadas, mais acertadas, acerca do que nos cabe realizar.
   
   Sabemos que para muitas pessoas o simples pensar na Morte, olhá-la, é algo terrível. Mas sem distúrbios de qualquer espécie, é como compreendemos o que realmente é tal processo e como se dá, mesmo o porque. Assim é como realmente podemos viver nossas vidas.
   
   Falávamos em estar em Paz, Paz para com Deus, com as demais pessoas, para conosco mesmo. Isto tem muita importância na vida, e mesmo para este processo do Fim, seja de nosso fim individual, seja de nosso fim coletivo.
   
   
   O problema é que as pessoas sempre deixam tudo para a última hora, para o último momento, e acabam não apenas não conseguindo realizar tal feito, como não tem ideia de como fazê-lo.
   
   Nós necessitamos ter uma direção, um sentido pelo qual nos guiamos, assim nos preparando para cada processo que nos traz a vida, mesmo a Morte, o Fim de nosso Tempo.
   
   
   Todas as coisas tornam-se muito leves, muito tranquilas quando estamos em Paz, quando estamos unidos, próximos, de tudo e de todos, e ainda assim livres.
   Os tempos atuais realmente são um obstáculo a nosso desenvolvimento pessoal, afinal o mundo hoje em dia, em todas as partes, tem conceitos muito errados acerca de tudo. Assim que temos realmente, verdadeiramente de encontrar a verdade por nós mesmos, realizar esta busca com nossas próprias pernas.
   Ainda que a verdade fosse explícita, e que o mundo vivesse em Harmonia e em Paz, há processos desta jornada que cabe ao indivíduo trilhar por ele mesmo. Afinal cada um tem de validar o que lhe é ensinado, tem de assimilar e realmente viver, compreender por si mesmo.


MDCLXV