Os Poderes do Mago Branco


   Muitas das pessoas que ingressam nos ensinamentos espirituais o fazem como uma busca por poderes, por imortalidade, por uma série de coisas que se fossemos observar a origem destes impulsos, são certamente egoicas e mais tem a ver com a Loja Negra do que com a Loja Branca.

   No caminho branco o centro de gravidade está no Íntimo, no caminho negro o centro de gravidade está na Alma Humana.

   O caminho negro está cheio de belezas e de uma constante busca por poderes, por domínio, não de si mesmo, mas de domínio sobre os demais, para que se cumpra a vontade egoísta do que trilha este tenebroso caminho.

   “Pai, se é possível afasta este cálice, mas que se faça a tua vontade, não a minha”

   O Mago Branco o que prática é a Teurgia, todos os poderes do Mago Branco residem no Íntimo. A Alma Humana recebe os poderes e o Íntimo os agarra.

   Sempre que o Mago Branco precisa de algo, ele o esforço que faz é rogar ao Íntimo, a seu Deus interior, para que realize o prodígio, o milagre, e se é vontade d’ELE, então realiza-se inevitavelmente.

   Os poderes do Mago Branco brotam como flores que nascem espontaneamente quando lhe é propício. Precisamos é preparar nossa própria terra, em vez de nos preocupar com as flores.

   Nós como filhos de nosso Deus Íntimo, como desdobramentos d’ELE, somos os herdeiros de tudo quanto ele acumule. Mas a verdade é que por mais capacidades, por mais sabedoria, por mais poderes que tenha o Íntimo, no atual estado que nos encontramos, este estado moral, não temos condições de lidar ou de exercer diretamente tais poderes.

   Muitas pessoas sofrem porque não locomovem-se consciente pelos mundos internos, muitos lamentam-se de nunca ter dialogado com um Elohim ou que desconhecem seu Santo Guru. A Grande maioria sonha em ver clarividentemente algo, escutar os sons do ultra, e tantas promessas que são reservadas àqueles que são fiéis ao Ser neste caminho.

   Em vez de nos preocuparmos com estes poderes, há que lutar por chegar a esta perfeição moral, e desintegrar toda a maldade que há em nós, realmente fazer-nos puros e santos.

   O verdadeiro esoterista se prepara para receber os poderes, mas não os cobiça.

   Com isto preparamos o terreno para que estas flores-de-fogo possam emergir triunfantes desde nossa coluna vertebral.

   Em vez de nos esforçarmos e buscarmos estes poderes, há que nos esforçar por erradicar o mal que habita em nós, somente assim naturalmente receberemos estes dons que nos cabe por este trabalho bem-feito.

   Recordando que o Mago Branco sempre roga ao Íntimo o que necessite e pede que sempre se cumpra de acordo com a vontade d’ELE. Nós fazemos o possível como pessoas que somos, mas nossa Divindade pode e faz o impossível se é justo o que pedimos.



MDCLXV